Como criar um chatbot para a minha imobiliária?

Antes de mais nada, se você chegou até esse artigo em busca de informações de como criar um chatbot para a sua empresa, saiba que este já é um passo muito importante se você deseja se destacar no mercado. 

Isso porque a interação com chatbots, também conhecidos como robôs digitais, tem se tornado cada vez mais comum no Brasil. 

De acordo com o Mapa do Ecossistema Brasileiro de Bots 2021, o número de bots produzidos no país dobrou no último ano, passando de 101 mil para 206 mil. 

Mas, afinal, como fazer com o que o chatbot não seja apenas mais um canal de atendimento aos seus clientes? Como evitar que o robô seja rejeitado pelos usuários? 

Confira as próximas linhas! Nesse artigo falamos para que serve essa ferramenta e o que não pode faltar na construção de um chatbot. 

Desejamos uma boa leitura! 

 

O que é um chatbot? 

Se você está à procura de como criar um chatbot, imaginamos que você já saiba o conceito dessa ferramenta. 

De maneira bem resumida, os chatbots nada mais são do que robôs que simulam conversas humanas de acordo com regras pré-programadas.

Nesse sentido, é importante ressaltar que existem duas formas de construção de um chatbot: uma através da inteligência artificial (IA) e outra por meio de regras. 

Em resumo, o chatbot desenvolvido através de regras acaba sendo um pouco mais limitado, já que é programado para seguir um conjunto fixo de regras pré-estabelecidas. 

Já o chatbot programado por meio da inteligência artificial pode evoluir constantemente, sendo adaptado conforme os usuários interagem com a ferramenta.  

Legal né? E esse é só mais um exemplo de como a IA pode ser uma aliada para alavancar o seu negócio. 

Leia mais sobre essa tendência em: Inteligência Artificial no setor imobiliário: como e porquê implementar na sua empresa

 

Para que serve um chatbot para imobiliária? 

Em muitos casos, o chatbot atua como um assistente virtual nas imobiliárias. 

Isto é, o robô auxilia no atendimento aos clientes realizando um primeiro contato e auxiliando quem busca saber mais sobre um produto ou serviço.

Uma amostra da popularização desse serviço também foi demonstrada no Mapa do Ecossistema Brasileiro de Bots 2021.

De acordo com o relatório, o atendimento ao cliente continua sendo a maior finalidade no desenvolvimento de robôs de conversação, com 63% das empresas buscando por esse serviço. 

No entanto, não basta apenas desenvolver um chatbot para ser um canal de atendimento aos seus clientes.

Esse atendimento deve ser adequado para uma melhor experiência possível do usuário. Mas, como criar um chatbot que atenda as necessidades da sua empresa? 

Continue a leitura e descubra alguns pontos que não podem faltar na construção de um chatbot! 

 

Como criar um chatbot? 

Para melhorar os resultados da sua empresa, torna-se cada vez mais necessário investir na melhor experiência do cliente, sobretudo no ambiente digital. 

Isso porque os usuários estão consumindo ainda mais na internet. 

Um exemplo desse cenário é a busca por imóveis, que teve um aumento de 34% em outubro de 2020, de acordo com uma pesquisa do Google lançada em novembro do mesmo ano. 

Diante disso, elencamos a seguir algumas dicas de como criar um chatbot baseado na melhor experiência do cliente: 

 

1 – Entenda as necessidades da sua empresa 

Uma das coisas mais importantes no momento de criar um chatbot é ter claro as necessidades da sua empresa. 

Ou seja, qual o propósito do uso de um chatbot no momento atual da sua imobiliária, o que pretende-se alcançar com a utilização da ferramenta. 

É através desse entendimento que você poderá desenvolver estratégias para alcançar seus objetivos, bem como aprimorar o seu chatbot. 

Paralelamente a isso, é importante traçar um propósito para o robô. Para isso, faça algumas perguntas como: o chatbot irá responder a dúvidas pontuais dos clientes? A ferramenta coletará informações estratégicas para sua equipe de marketing? Ou será voltado mais as vendas? E assim por diante. 

 

2 Faça uma análise do contexto 

Imagine que você implementou um chatbot na sua imobiliária mas nenhum colaborador está apto para utilizar a ferramenta da melhor forma possível. 

Certamente você não terá o resultado esperado, concorda?

Dessa forma, é preciso analisar o contexto no qual o bot será inserido. Faça perguntas como: 

  • Como realizamos essa tarefa hoje? E como ficará depois? 
  • O que a empresa precisará adaptar na sua rotina? 
  • O que mudará após a implementação do chatbot? 
  • Será necessário um treinamento para a equipe?

Assim, você poderá elaborar a melhor estratégia para implementar a ferramenta, e, consequentemente, terá mais eficiência para alcançar seus objetivos. 

 

3- Pesquise sobre o perfil do usuário 

Como citamos anteriormente, os chatbots podem solucionar dúvidas dos seus clientes e até mesmo auxiliar na busca por informações de um produto ou serviço. 

No entanto, essa funcionalidade só será possível se você conhecer quem é o seu público, isto é, quem utiliza os seus serviços. 

Além do mais, é importante saber como esse usuário se comunica para adaptar a comunicação do chatbot. 

Separamos algumas outras informações importantes que precisam estar reunidas no momento em que você for criar o seu chatbot:  

  • O que o usuário espera do atendimento? 
  • Quais as suas necessidades?
  • Como fazer com que essa comunicação seja amigável e humanizada? 
  • A ferramenta terá uma boa usabilidade para o usuário?  

Dessa forma, você não estará apenas pensando na experiência do usuário final, mas também garantirá bons resultados ao seu negócio à medida que o chatbot atende às suas necessidades. 

 

4 – Desenvolva um fluxo de conversa 

O desenvolvimento de um fluxo de conversa para o seu chatbot é essencial para obter uma melhor conexão com o usuário. 

Nesse sentido, estabeleça também a forma em que o chatbot será programado, ou seja, por meio de um fluxo de regras pré-estabelecidas ou da IA. 

A partir disso será possível desenvolver um design conversacional amigável e gentil, além de estabelecer todas as funcionalidades do bot. 

Um exemplo disso é o uso ou não do transbordo, ou seja, se o atendimento será direcionado para um humano em casos específicos. 

 

5 – Escolha a melhor opção para a sua empresa

Após analisar os aspectos anteriores, chegou a hora de procurar pelo software que mais se encaixa com o seu negócio. 

Além disso, diversos canais utilizam a ferramenta. Por isso, é importante analisar qual deles será mais eficiente para o seu negócio. 

Alguns exemplos são: 

  • Web/Sites
  • WhatsApp
  • Messenger 
  • Telegram
  • Instagram
  • Google Business Messages
  • Apple Business Chat

 

6 – Faça testes e validações após a criação do bot 

O chatbot, como todo produto/serviço, necessita de um período de testes para que sejam realizados ajustes e melhorias na ferramenta. 

Para isso, busque você também realizar testes tanto com os seus colaboradores quanto com os clientes. 

Assim, após o período de testes e validações, o chatbot fará uma melhor entrega ao cliente, melhorando a sua experiência. 

 

7 – Realize uma curadoria 

A dica é simples: após a entrega da ferramenta, busque sempre aperfeiçoar o seu chatbot visando a melhor experiência para o usuário.

Para isso, indicamos que você realize uma curadoria, ou seja, acompanhe e analise as métricas disponibilizadas pelo seu chatbot. 

Dessa forma, você poderá adaptar o chatbot de acordo com a sua utilização, buscando por mudanças que possam trazer melhorias a ferramenta. 

Do mesmo modo, também é possível verificar como está o comportamento do usuário durante o uso da ferramenta e, assim, aperfeiçoar alguns pontos do fluxo da conversa. 

Lembre-se: é buscando por constantes melhorias que o usuário se tornará ainda mais adepto ao serviço, e, consequentemente, ao seu negócio.

 

Conclusão

De fato, o chatbot tem se mostrado um grande aliado para as empresas do ramo imobiliário. 

Eles são capazes de auxiliar no atendimento aos clientes realizando um primeiro contato e também podem ajudar com mais informações sobre um produto ou serviço.

No entanto, para que o chatbot entregue os resultados esperados, apresentamos alguns aspectos essenciais na hora de criar um chatbot. 

É preciso entender as necessidades da sua empresa, fazer uma análise do contexto que será inserido o chatbot, pesquisar sobre o perfil de cada usuário, desenvolver um fluxo de conversa, escolher a melhor opção para a sua empresa, fazer testes após a criação do bot e, por fim, realizar constantemente uma curadoria. 

Parece bastante coisa né? Mas tudo isso pode ser mais simples quando você conta com o apoio de uma empresa parceira. 

O Nia possui expertise por atuar ao lado de imobiliárias com mais de 50 anos de mercado! Somos os responsáveis pela criação da Fabi, a assistente virtual da Brognoli, uma das maiores imobiliárias da Grande Florianópolis. 

Quer saber mais sobre como criar um chatbot? Conte com a nossa ajuda! Fale agora mesmo com a nossa equipe através deste formulário.

Vamos te ajudar a construir um chatbot que entregue a melhor experiência possível ao usuário, gerando resultados positivos para sua empresa. 

Curtiu nosso conteúdo? Então, compartilhe! 

Saiba mais sobre o Nia – Tecnologia para Negócios, acessando o nosso perfil no LinkedIn e Instagram.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Fale conosco

Precisa inovar os processos da sua empresa?

Estamos prontos para fazer deixar o seu negócio mais inteligente! Quer saber mais? É só nos enviar uma mensagem :)